Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Bom Jesus -

PRESO FILHO QUE ROUBOU, MATOU E ENTERROU O PAI

Policiais Civis da Delegacia de Bom Jesus de Goiás, com o apoio do GENARC de Itumbiara iniciaram uma investigação com o fim de apurar o desaparecimento do Sr Edmundo Gomes da Silva( 56 anos) ocorrido na noite de 12 de novembro de 2018, em Bom Jesus de Goiás.

No dia seguinte, 13, o Sr Edmundo, estranhamente, não compareceu ao seu local de trabalho, levantando suspeitas pois tratava se de indivíduo muito sério e assíduo na usina que laborava.

Nesse dia, a Polícia militar foi acionada e por sua vez deslocou até a residência da vítima e constatou que a residência estava toda revirada, ausentes seus cartões bancários e seu veículo.

Diante do desaparecimento suspeito, a Polícia Civil instaurou inquérito policial, momento e que o caso foi tratado como desaparecimento com contornos criminosos.

Colhidos alguns depoimentos visando apurar os últimas passos da vítima, a Polícia Civil identificou que estes objetos estavam em poder do Juliano Gomes de Jesus(23 anos) filho do "desaparecido".

No dia 14, os cartões bancários da vítima e seu veículo foram apreendidos na posse de JULIANO, que reside com sua genitora em outra residência.

Inicialmente, Juliano afirmara que no dia 12, seu pai EDMUNDO gentilmente teria lhe cedido o cartão do banco, senha e o veículo para gastar à vontade, e por fim teria deixado seu pai próximo à rodoviária onde vítima teria seguido a lugar incerto e não sabido.

Ocorre que, desconfiando do depoimento de JULIANO, pois os depoimentos das demais testemunhas relatavam que este e a vítima não possuíam bom relacionamento, foi requisitado exame pericial no veículo sendo constatada a presença de sangue no banco do passageiro, maçaneta e painel do veículo da vítima desaparecida.

Ademais, apurou-se que JULIANO teria lavado o veículo na noite do desaparecimento da vítima, e sacado de sua conta bancária grande quantia em dinheiro.

Diante do exposto, a Polícia Civil representou ao Poder Judiciário, pela decretação da prisão preventiva de JULIANO, filho da vítima, por ser o principal suspeito de ter matado a vítima e ocultado seu corpo.

Na data de hoje, 23/11, os policiais civis deram cumprimento ao mandado de prisão, momento em que JULIANO confessou sua participação no crime de latrocínio, onde ele e outros comparsas, de posse de arma de fogo, teriam na noite de 12/11, subjugado a vítima, em sua residência a procura de dinheiro, forçando-a a pegar a senha do banco e a chave do veículo .

Em seguida, após assassinarem  a vítima, ocultaram seu corpo em um canavial, próximo à BR 452 no sentido a Itumbiara, local onde o corpo foi encontrado na tarde desta sexta feira 23/11, pelos policiais civis .

Recolhido ao Presídio, Juliano passará à disposição da justiça onde responderá pelo crime de latrocínio podendo a pena chegar a 30 anos de prisão e de ocultação de cadáver, que prevê pena de até 3 anos.

Quanto aos demais comparsas, prossegue a investigação visando sua identificação e prisão. Fonte/fotos: 6. DRP/Itumbiara.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior