Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Caldas Novas -

Homem mata e enterra própria mulher

José Martins que confessou ter matado e ocultado a própria mulher

Na manhã do último domingo (02), foi comunicado o desaparecimento da senhora Elisete Bispo Lima, de 42 anos. De acordo com o comunicante, filho da desaparecida, a mãe teria lhe telefonado na noite de sábado (1º), e aos prantos pediu para falar com a nora, sendo que durante a ligação telefônica, o filho e nora de Elisete, ouviram gritos de discussão entre ela e o companheiro dela, José Martins de Souza, de 49 anos, e em dado momento da ligação, ela teria parado de conversar e foi possível ouvir somente os latidos dos cachorros. A nora então foi até a casa de Elisete, e foi recebida por José Martins que disse que a mulher teria fugido de casa, mas tanto o filho quanto a nora não se conformaram com tal explicação.

Diante do desaparecimento foi lavrado o Boletim de Ocorrência na Polícia Civil, e na manhã de desta segunda-feira (02), a delegada Sabrina Leles de Lima Miranda e seus Agentes de Polícia Manoel Roseno e Fernanda se deslocaram até a residência de Elisete e José Martins e, após realizarem alguns questionamentos ao suspeito ficou evidenciado que o mesmo apresentava contradições em suas declarações, sendo ele convidado a acompanhar a equipe Policial Civil até a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher, e na DEAM o mesmo confessou ter cometido homicídio de sua companheira e afirmou que havia ocultado o cadáver dela.

José Martins disse que após uma discussão com Elisete, ele a teria esganado, e ela já caiu no chão sem vida, e esclareceu que antes de levar o corpo para ser ocultado, ou seja, enterrado, ele teria abastecido a motoneta JOG pertencente a ela, e conduziu o corpo de Elisete na própria motoneta até um local mais afastado da movimentação do Bairro Santa Efigênia, setor onde o casal residia.

Desta forma, o autor José Martins apontou o local onde havia ocultado o cadáver de Elisete, sendo possível a localização não só do cadáver da vítima, mas também de suas vestes, já que antes de enterrar a vítima, o autor a despiu, pois acreditava que o corpo demoraria a ser localizado, o que dificultaria sua identificação. Foram encontradas ainda, a bermuda e camiseta que o próprio autor usava no dia do crime, já que ele também trocou de roupas e se desfez das suas próprias vestes no local em que havia enterrado o corpo de sua mulher.

Ocorpo foi ocultado em uma área nas proximidades de onde o casal morava

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior