Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Caldas Novas -

Polícia Civil desarticula ponto de receptação de produtos roubados

A Polícia Civil conseguiu desarticular na noite da última quarta-feira (22), mais um ponto de receptação de produtos roubados e furtados, localizado no Setor Mansões das Águas Quentes.

Após análise das ocorrências registradas nos últimos dias, foram feitas várias diligências que levaram os policiais até a residência de Diego Pedro de Carvalho, 25 anos, e Jaqueline Kethelen Alves da Costa, 20 anos, que de acordo com as investigações seriam os responsáveis pela receptação dos produtos.

No local foram encontradas várias joias, semi-joias, relógios, roupas, celulares e produtos eletrônicos que estavam em poder do casal, e que eles estariam ocultando para posterior comercialização. O casal foi autuado em flagrante pelos crimes de receptação e associação criminosa.

Estupro – No mesmo dia, a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Caldas Novas, atendeu uma ocorrência de Estupro, cometido contra uma mulher de 21 anos de idade. De acordo com a vítima, no dia 20, por volta das 22:15hs, quando retornava do trabalho e caminhava por uma rua, no Bairro São José,  foi abordada por um motociclista, que apontou-lhe um objeto muito parecido com uma arma de fogo, e ordenou-lhe que subisse na motocicleta, e por temer a ameaça à sua vida, a vítima subiu no veículo e o autor a levou para um local ermo, onde cometeu os abusos sexuais contra ela. Tais abusos foram marcados por violência e muitas ameaças, deixando a vítima extremamente abalada e temerosa, por isso ela demorou dois dias para procurar ajuda policial.

Através das características físicas e também da motocicleta, a equipe Policial Civil da DEAM, comandada pela delegada Sabrina Leles de Lima Miranda, empreendeu diligências e de forma ágil e certeira, em menos de 24 horas identificou Amon Willian Alves da Silva, 18, como sendo o autor do Estupro.

Apesar de contar com dezoito anos, recém completados, AMON é proprietário de uma extensa ficha policial, trazida com ele, desde que o mesmo era adolescente, e por isso, pesava contra o autor, um Mandado de Busca e Apreensão, expedido pelo Juízo da Infância e Juventude de Caldas Novas, que foi devidamente cumprido, sendo Amon recolhido pela DEAM, sendo que neste instante a Polícia Civil representa ao Poder Judiciário, pela expedição do Mandado de Prisão contra o mesmo.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior