Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Goiânia -

Goiás passa a ter emplacamento entre os mais baratos do Brasil

Valor máximo para novas placas é de R$ 120 e vigora a partir desta quinta-feira

O custo para aquisição de novas placas veiculares em Goiás passa de R$ 190,40 para R$ 120, a partir desta quinta-feira, dia 1º de agosto, seguindo a política de redução de custos para o cidadão determinada pelo governador Ronaldo Caiado. O preço máximo para os produtos e serviços de emplacamento foi determinado pelo Departamento Estadual de Trânsito e está regulamentado na Portaria nº 484/2019. Com o novo valor das placas, somado ao preço do lacre (R$ 8), Goiás passa a ser o estado com um dos emplacamentos mais baratos do País.

Com a mudança nos valores máximos, só na aquisição do par de placas de veículos automotores, o cidadão fará uma economia de 36,5%. Para os proprietários de motocicletas, a economia será ainda mais significativa, uma vez que o emplacamento (placa e lacre) passou a custar R$ 60,98, diante dos R$ 162,02 cobrados anteriormente. A diminuição foi possível após estudos técnicos e a adoção de nova política de credenciamento de empresas fabricantes e estampadoras.

Em 2018, foram emplacados cerca de 120 mil veículos novos em Goiás. Isso significa que a medida representará uma economia direta de mais de R$ 9,2 milhões ao bolso dos goianos. Desde o início do ano, a nova administração do Detran-GO vem adotando medidas que beneficiam o cidadão, como a revisão do preço da vistoria veicular (caiu de R$ 175,76 para R$ 108), retirada da obrigatoriedade da inspeção em quatro situações e redução na taxa de registro em casos de alienação fiduciária (redução de R$ 193,06 em cada procedimento).

Em busca de garantir a ampla concorrência no setor, beneficiando o cidadão, o Detran-GO está com o processo de credenciamento de novas empresas para fabricação, estampagem, fixação e lacração de placas e tarjetas de identificação veicular em aberto. A expectativa é de que se amplie o número de empresas que oferecem estes serviços, favorecendo o princípio básico da concorrência, contribuindo para que os valores dos produtos fiquem ainda mais baixos.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior