Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Goiatuba -

Começam reformas nos PSFs

Começam reformas nos PSFs

As unidades do PSF 301 e 307, setores Maranatha e Recreio dos Bandeirantes, respectivamente, já estão sendo reformadas pela Secretaria Municipal e vão oferecer mais conforto e comodidade para os servidores e pacientes que precisam ser atendidas nelas. As reformas estão sendo desenvolvidas em parceria com o Governo Federal.
Segundo o secretário Saburo Hayasaki, o Buró, está sendo investidos cerca de R$ 270 mil na reforma das duas unidades e que o tempo para execução é bem curto, prometendo que elas voltam ao atendimento normal rapidamente.
A reforma das unidades visa adequá-las segundo as novas normativas da Vigilância Sanitária, ampliar a capacidade de atendimento e também melhorar a segurança e o conforto de servidores e usuários.

Saúde adquire equipamentos

As empresas que ganharam licitações para fornecer materiais e equipamentos para equipar as unidades mantidas pela Secretaria Municipal de Saúde já começaram as entregas. Na semana passada foram entregues 3 equipamentos Ventiladores Mecânicos e 1 equipamento de Gasômetro.
Os equipamentos adquiridos estão equipando o Hospital Municipal e demandaram investimentos da ordem de quase R$ 150 mil. Nos próximos dias as empresas entregarão 7 Monitores Multiparâmetro, sendo que 6 desses equipamentos irão servir o Hospital Municipal e 1 ao SAMU. Também foram adquiridos 3 aparelhos Desfibriladores Cardioversores Marcapassos Transcutâneos que serão utilizados no HMG e no SAMU.
A Secretaria de Saúde adquiriu ainda um moderno aparelho de Raio – X e dois aparelhos CRs de digitalização, um de 600 MA e outro de 500 MA. O aparelho de Raio – X e o digitalizador de 600 MA serão instalados no Centro de diagnóstico por Imagem e Laboratório (CDIL) e o digitalizador de 500 MA equipará o aparelho de Raio – X do setor de emergência. Esses aparelhos elimina desperdícios e permite ao operador do sistema maior agilidade e melhor resolução. O equipamento de digitalização que vai equipar o CDIL também atenderá a demanda do Mamógrafo.

Combate a dengue mostra eficácia

A política de combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, implan-tada pela Secretaria Municipal de Saúde em parceria com a FUNASA e outros setores da sociedade mostra-se até o momento extremamente eficaz e com resultados que demonstram que o caminho adotado pelos envolvidos nesse objetivo foi o correto.
Em 2013, no período de janeiro a setembro, o município registrou oficialmente 856 casos de dengue o que deixou a comunidade alarmada porque se caminhava para a maior epidemia da história do município. A nova equipe que assumiu a gestão da Secretaria de Saúde na segunda quinzena de setembro não viu alternativa a não ser mobilizar a sociedade.
No primeiro momento convocou uma equipe multidisciplinar envolvendo profissionais da educação, saúde e outros segmentos sociais onde definiu um cronograma de ações. Nesse cronograma os profissionais de saúde e da FUNASA ganharam apoio de toda sociedade que se mobilizou para combater o mosquito. Tudo isso associado a uma ação conjunta da Secretaria de Saúde, Secretaria de Serviços Urbanos e Obras, aliados ao trabalho dos agentes da FUNASA que atuaram em campo localizando os principais focos e orientando a população e a equipe que atuou na eliminação desses focos, o resultado foi o controle do problema.
Após a implantação dessa política, campanha publicitária nos principais veículos de comunicação da cidade e a presença ostensiva das equipes que batem de porta em porta, fizeram com que o número de casos se aproximasse de zero. Do final de Setembro até o inicio desta semana foram notificados com suspeita de dengue 31 novos casos e apenas 07 casos foram confirmados.
Segundo o secretário municipal de Saúde, Saburo Hayasaki, o Buró, “o resultado é fruto do apoio que o prefeito Fernando Vasconcelos deu a esta equipe que apenas cumpriu o seu papel de orientadora, fiscalizadora e gestora dessa política de combate ao mosquito e claro, da participação efetiva da comunidade que entendeu que se não participasse desse enfrentamento as consequências poderiam alcançar a todos nós”, concluiu.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior