Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Goiatuba -

Comerciante é preso com documento falso

O comerciante Antônio Marcos Rua (foto), conhecido por Fiô, foi preso pela Polícia Rodoviária Federal na quinta-feira (12), após averiguação de rotina no Posto da PRF, em Itumbiara, acusado de estar usando documentação falsa do veículo VW Golf, placas JVP 6365. Segundo o Policial Rodoviário Sílvio Marchado disse à uma emissora de TV, “na verdade ele apresentou mais que um documento, mais de um documento e um DUT, documento de transferência preenchido, e por ser um veículo com características visado, olhamos o documento principal que seria pra esse ano e ele trazia alguns campos sem preenchimento, exercício sem preenchimento, a data de emissão daquele documento ela estava destoante nos caracteres com alguns dados numéricos do veículo, como número zero, número dois, número 5, não condiziam com o restante do documento, além de estarem grafados com negrito”, revelou.

O policial rodoviário também informou que o documento apresentado pelo comerciante trazia outra irregularidade relacionada a assinatura do mesmo. “também identificamos agora a pouco a gente verificando ali, ele foi emitido documento 20.02.2015, com o atual presidente do DETRAN e o documento anterior foi apresentado com o antigo presidente do DETRAN, só que o atual presidente do DETRAN assumiu em janeiro de 2014 e esse documento antigo que foi apresentado com o nome do antigo presidente do DETRAN, ele foi expedido no mês 12 de 2014, também foi indicio encontrado”, declarou.

O fato aconteceu quando Marcos Rua retornava de Itumbiara para Goiatuba e o veículo foi parado pela PRF e durante a abordagem foram encontradas as irregularidades. Não era o comerciante que condizia o veículo, ele conduzia uma moto que havia comprado na cidade fronteiriça, o veículo era conduzido por um amigo, mas no momento em que o policial informou que se tratava de um documento falso, ele se apresentou como proprietário do veículo e responsável por qualquer irregularidade, isentando o condutor que lhe fazia um favor.

Após algumas horas e várias tentativas de convencer o policial rodoviário de que não se tratava de documento falso, não teve jeito. O comerciante Marcos Rua foi conduzido até a sede da Polícia Civil, onde foi lavrado o termo de flagrante delito e decretada sua prisão.

Rua foi levado até o Hospital Municipal de Itumbiara, onde fez exames de corpo de delito e em seguida foi conduzido ao presídio de Sarandi. O comerciante só foi liberado após pagar fiança.

Procurado pela reportagem, o comerciante informou que seu advogado está tomando conta do caso, juntando toda documentação para mostrar que as irregularidades encontradas no documento são de responsabilidade do DETRAN e que se pronunciará após ficar comprovada sua inocência.

reprodução

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior