Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Goiatuba -

Cultivo de pepino industrial no Campus de Agronomia

Cultivo de pepino industrial no Campus de Agronomia


O pepino (Cucumis sativus) tem grande importância econômica e social dentro do agronegócio de hortaliças no Brasil. O pepino pertence à família das Cucurbitáceas, a mesma família da melancia, melão, abóbora, maxixe e bucha, com característica tropical, não pode ser cultivada em locais de baixas temperaturas ou que sofram com a geada, como as que ocorrem no Rio Grande do Sul, inviabilizando o cultivo da cultivar. Desta forma, o Engenheiro Agrônomo, Valdenir Bassotto, da Fábrica de Doces Ledur Ltda, sediada em Tupandi (RS), que processa pepinos para picles, procurou a região Sul do Estado de Goiás, que tem a cidade Goiatuba como uma das cidades polo, com o objetivo de implantar o cultivo desta hortaliça.  

Valdenir fez parceria com dezenove produtores interessados no cultivo de pepino, sendo dezoito produtores do assentamento São Domingos dos Olhos D’Água, pertencente ao município de Morrinhos (GO) e o Campus de Agronomia da FAFICH, em Goiatuba. Ao todo foram plantadas 70.000 plantas, sendo que em 2014 a empresa pretende aumentar este número para 120.000 plantas. O Campus de Agronomia da FAFICH atualmente possui 9.000 plantas de pepino em plena produção, sendo que para este cultivo foi implantado toda uma estrutura de irrigação por gotejamento e tutoramento das plantas de pepino. As variedades plantadas foram Trilogy, Amour e Kíbria, sendo a variedade Trilogy a mais predominante, devido sua resistência pós-colheita.

Esta resistência é um característica importante nestas variedades, pois toda a produção colhida é armazenada em uma câmara fria à 3ºC até ser transportada à Fábrica no Sul do País.

Com o objetivo de conhecer o projeto de cultivo de pepino na região de Goiatuba, em 02 de agosto de 2013, um dos Sócios da Fábrica de Doces Ledur, Alexandre Jacó Ledur, sua esposa Rosane Ledur e um casal de amigos, que foram recepcionados pelo Presidente da FESG Prof. Alzair Pontes, Diretor da FAFICH Prof. Max Borges, visitaram as plantações de pepino no assentamento e no Campus de Agronomia. Segundo Valdenir Bassoto, Alexandre Jacó Ledur considerou a região muito boa para o cultivo de pepino industrial e futuramente pretende instalar uma filial da Fábrica na região. Durante a visita ao Campus de Agronomia professores e alunos do Curso de Agronomia, funcionários da FESG/FAFICH, cidadãos goiatubenses e morrinhenses prestigiaram à vinda dos visitantes e conhecerem na prática o cultivo de pepino industrial.

Para o Coordenador do Curso de Agronomia, Prof. Dr. Riccely Ávila Garcia, esta parceria com a indústria traz bons frutos para a região, pois diversifica a renda, principalmente dos pequenos produtores, além de promover um desenvolvimento social e intelectual das pessoas envolvidas no processo de produção. Com esta parceira os alunos da FAFICH aprendem na prática todas as etapas de produção de pepino industrial como transplantio, irrigação por gotejamento, fertirrigação, controle de insetos e doenças, desbrota e colheita. Além do que toda estrutura de tutoramento e irrigação permanecerá no Campus permitindo que outras parcerias com empresas sejam realizadas, possibilitando que docentes e discentes desenvolvam pesquisas científicas. Com o cultivo de pepino a FESG disponibilizou bolsa de estágio para cinco alunos do Curso de Agronomia, os quais participam ativamente de todo o processo de produção.

Segundo, o Prof. Dr. Riccely Ávila visitas ao Campus de Agronomia para conhecer o processo de plantação de pepino são permitidas e bem vindas. O coordenador realça ainda o empenho de todos os gestores, professores, alunos, funcionários da FESG/FAFICH e demais pessoas que apoiam e colaboram na consolidação do projeto (Colaboraram com esta matéria os professores:  Dr. Riccely Ávila Garcia e. Msc. Alzair Eduardo Pontes)


Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior