Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Goiatuba -

Dada largada para criação do curso de medicina


Sociedade participou da audiência pública histórica

Com uma audiência pública histórica envolvendo dezenas de pessoas de todos os segmentos sociais, político e educacional, foi dada a largada para a criação do curso de medicina no Centro Universitário da FAFICH (CEUF). O evento coordenado pelo presidente da Fundação de Ensino Superior de Goiatuba (FESG), mantenedora do (CEUF), aconteceu no auditório da instituição e contou com representantes do Poder Executivo, incluindo o prefeito Fernando Vasconcelos (PM-DB), Legislativo com vários vereadores, representantes da maçonaria, CDL/ACIAG e alguns clubes de serviços e associações, além integrantes do corpo docente e profissionais da área de medicina.

A audiência pública contou com a presença de Sandoval Nassa, Assessor da Reitoria da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (SP) e presidente da Associação das Fundações Municipais de Educação Superior de São Paulo e José Lúcio Martins Machado, diretor da Faculdade de Medicina da Universidade Municipal de São Caetano do Sul e professor de Pós-Graduação em Medicina do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo e responsável pela implantação de quase 30 cursos de medicina no país.
Emocionado, o presidente da FESG ressaltou o momento histórico que a instituição e o município estão vivendo e lembrou de que ele, seus filhos e tantos filhos goiatubenses precisaram sair de Goiatuba para estudar fora e que a criação do curso de medicina poderá mudar a história não só do município, mas de toda região.

O prefeito Fernando Vasconcelos endossou as palavras do presidente da FESG e afirmou que o Poder Executivo dará todo o suporte para a criação do curso, tendo em vista sua importância não só para uma guinada no município, como para toda região. Segundo o prefeito, “esse é um momento histórico para a FAFICH e tenho certeza que todos nós, poder público, sociedade goiatubense e os 23 municípios atendidos pela instituição querem muito este curso”, frisou.

Após a audiência pública, Sandoval Nassa e José Lúcio foram conhecer in loco algumas das unidades de atendimento de saúde e projetos sociais e terapêuticos da cidade para confirmar as informações que eles já haviam recebido nos contatos preliminares com Dr. Sívio Arantes. Os dois serão os coordenadores do projeto de criação e instalação do curso.

Durante dois dias, os profissionais permaneceram em Goiatuba e puderam conhecer toda rede de atendimento, como hospitais, Unidades Básicas de Saúde da Família (PSFs), clinicas e concluir o levantamento sobre a rede de atendimento dos municípios vizinhos. Eles saíram convencidos que a estrutura existente e os investimentos exigidos com a implantação, ser plenamente viável o curso. Os dois já retornaram para São Paulo e já trabalham na elaboração do projeto.

Segundo Dr. Sílvio Arantes, a FESG fará algumas ações para envolver a sociedade goiatubense na elaboração do projeto e um deles deve ser o lançamento de uma rifa, onde sorteará um veículo 0km para arrecadar fundos. “Queremos envolver todos, essa será uma das formas que utilizaremos, outras ações também serão realizadas, a rifa nos ajudará nos custos de elaboração do projeto, em seguida teremos que fazer alguns investimentos na estruturação do curso, como laboratórios, acervo bibliográfico e capacitação dos professores, queremos toda sociedade participando de uma forma efetiva”, comentou.

Durante a audiência pública diversas questões foram levantadas e cada uma delas de forma muito transparente respondida por Dr. José Lúcio. O médico e responsável por implantar inúmeros cursos foi enfático em afirmar que o sucesso do curso, após superado as questões técnicas, está atrelado diretamente a participação da comunidade, da sociedade organizada e da classe política do município.


Dr. José Lúcio apresentando detalhes do curso


Prefeito Fernando Vasconcelos, Dr. Sílvio Arantes (Presidente FESG),
Sandoval Nassa (USCS) e José Lúcio (Sírio Libanês)


Autoridades e membros da sociedade goiatubense em momento histórico da FAFICH

Previsão do primeiro vestibular

Segundo Dr. Sílvio Arantes (foto), a FESG está atuando em todas as frentes para cumprir o cronograma de implantação do curso e que o Conselho Estadual de Educação vê com bons olhos a criação do curso pela instituição. O gestor ressaltou que após o sinal verde da equipe contratada para elaboração e implantação do projeto, a qual já está de posse das informações e levantamentos técnicos, “é possível acreditar que o primeiro vestibular do curso de medicina da FAFICH poderá ser realizado em janeiro de 2016”, revela.

Para Dr. Sílvio, “o aval do prefeito Fernando Vasconcelos e da Câmara de Vereadores foi fundamental para que o sonho começasse a se tornar realidade e podem ter certeza, vou dedicar minha para implantação desse projeto”, concluiu.

Dr. José Lúcio ressaltou que a sociedade goiatubense precisa manter o mesmo entusiasmo apresentado na audiência pública durante todo o processo de criação e implantação do curso. Ele reafirmou que tanto o município, como toda região sofrerão uma transformação positiva e que o país inteiro terá olhos para Goiatuba.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior