Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Goiatuba -

Desembargadores visitam Goiatuba

A Câmara de Dirigentes Lojistas do Goiatuba, CDL, cedeu seu auditório para realização de uma reunião envolvendo representantes da Magistratura e do Ministério Público goiatubenses, bem como, membros da Ordem dos Advogados do Brasil, OAB, subseção de Goiatuba. Nesta reunião estiveram presentes ainda os Desembargadores Gilberto Marques, atual Corregedor do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás e do Desembargador Olavo Junqueira, que por vários anos exerceu suas atividades como Juiz na comarca deste município. Todos, indistintamente, trouxeram sua indignação e descontentamento com o atentado criminoso sofrido pelo Fórum local.

A reunião trouxe princi-palmente, esclarecimentos aos profissionais do Direito que atendem em Goiatuba e serventuários da justiça. O Diretor do Fórum Juiz Dr. Marcus Vinícius Alves de Oliveira, fez várias ponderações sobre a atual situação, que é inédita no estado, apesar de outros atentados contra Fóruns terem ocorrido em outras comarcas, o atentado ocorrido em Goiatuba foi um dos que tiveram a maior repercussão e prejuízos, tanto ao patrimônio público, quanto aos procedimentos do judiciário. O prédio terá que passar por várias avaliações para ter uma análise técnica completa e definir se haverá uma restauração do edifício ou se será necessário demolir e erguer outra estrutura.  Dos profissionais que atuam diretamente nos cartórios, bem como atendimentos, uma parte trabalhará diariamente em Morrinhos, onde há uma ala inteira do no fórum que poderá ser utilizada. Já o protocolo, está funcionando na FAFICH, outros espaços poderão ser utilizados dentro do município. “Porém, tudo ainda esta em estudos e ao poucos irá se adequando” afirmou Dr. Marcus Vinícius. Os procedimentos do Juizado aos poucos tomarão forma e recuperarão os procedimentos normais muito em breve e com o empenho de todos a situação será minimizada, é o que pretende também, a juíza do Juizado Especial Dr.ª Débora Dias Veríssimo. A afirmação também é a mesma da Juíza responsável pela Vara da Criança e do Adolescente Dr.ª Sabrina Ramppazzo de Oliveira. O Ministério Público será um parceiro bem presente para ajudar dar celeridade em alguns casos, afirmaram os Promotores Dr. Luis Carlos Garcia e Adriano Godoy Firmino, que estiveram presentes também, dispondo-se favoravelmente neste momento de crise.

Dos desembargadores presentes, Gilberto Marques foi o primeiro a fazer uso da palavra e após várias palavras elogiosas aos membros do judiciário local, externou seus sentimentos ao perceber que o judiciário precisa e “irá fazer tudo que for possível para reestabelecer a normalidade em Goiatuba”. Ele lamentou o fato ocorrido e afirmou palavras de incentivo e colaboração, colocando-se à disposição da comarca em Goiânia.

Para o Desembargador Olavo Junqueira, o sentimento de tristeza dos funcionários, o desalento que todos estão passando também é sentido por ele e “neste atentado fica a lição que é possível recomeçar, é possível reerguer e não deixar a população sem uma resposta condizente” Para Dr. Olavo, que reconheceu a maioria dos “servidores da casa”, Goiatuba não ficará desamparada.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior