Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Goiatuba -

Morte de jovem será apurada


Casa onde aconteceu o episódio que culminou na morte do jovem Diego

Morte de jovem será apurada

 

A circunstância da morte do jovem Diego Rodrigues Cardoso, 21, ocorrida no último domingo após ação da Polícia Militar está sendo apurada e o resultado deve sair em até 30 dias. O jovem foi morto dentro de sua residência, no Setor Recreio dos Bandeirantes, pelo 2º Sargento da PM Edson Silva Cruz, que em seu depoimento alegou legítima defesa.

Segundo o delegado de polícia, Gustavo Carlos Ferreira, assim que o delegado plantonista Marco Antônio Maluf Soler tomou conhecimento do fato, solicitou a presença da Polícia Técnica Científica, isolou a área onde o jovem foi morto e começou todo o trabalho de apuração dos fatos. A Polícia Técnica enviou legistas que fizeram a vistoria do local, além do exame cadavérico.

Gustavo ressaltou que foi instaurado o inquérito e que já começou a ouvir os envolvidos no caso e começa o trabalho de ouvir as testemunhas. O delegado informou que a oitiva das testemunhas será muito importante para ajudar no esclarecimento dos fatos. Todos os três policiais que estavam na operação já foram ouvidos.

Segundo o delegado, o Ministério Público foi convidado a participar da apuração dos fatos que  investiga as circunstâncias em que a morte ocorreu, o que foi prontamente aceito pelo órgão. Ele enfatiza que a participação do MP é muito importante, já que se trata de controle externo da atividade policial e o órgão tem legitimidade para colaborar com o trabalho da Polícia Civil.

O delegado revelou ainda que solicitou da Polícia Científica agilidade na elaboração dos laudos para que a resposta seja dada à família e a sociedade o mais rápido possível.

Já o comandante do 29ª Batalhão da Polícia Militar, Ten. Cel. Adalberto da Silva Quixabeira, revelou que o policial envolvido na morte do jovem foi afastado de suas funções e aguarda o resultado do Inquérito Policial Militar – IQPM. Mas segundo o comandante, “tomamos todas as providências no sentido de elucidar as circunstâncias da morte desse jovem, solicitamos a presença da perícia, estamos aguardando os laudos e daremos uma resposta oficial para a família e a sociedade no final do inquérito”. A PM tem 30 dias para finalizar o inquérito.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior