Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Goiatuba -

Norozinho afirma que prefeitura tem recurso

A reunião ordinária do período legislativo do mês de setembro da Câmara Municipal de Goiatuba da última quarta-feira (3) teve um final um pouco diferente das demais que já haviam acontecidos nesse ano, onde praticamente todos os vereadores da base aliada do prefeito Fernando Vasconcelos (PMDB) fizeram uso da palavra e não economizaram críticas ao Governo Municipal, não poupando secretários, órgãos públicos e até mesmo o próprio prefeito.

O primeiro a usar o microfone e emitir opinião foi o vereador Prof. Wellington de Carvalho (PSB) que indagou sobre o carro doado ao Conselho Tutelar e que se encontra parado a quase um mês no pátio da Assistência Social. O parlamentar também questionou sobre as máquinas para fazer o recapeamento das ruas através do convênio com o Governo Estadual e concluiu afirmando que o Governo está em uma verdadeira inércia e que tudo isso que tem acontecido é por falta de planejamento e atitude.

Já o vereador Cleffer Lucas (PSB) ressaltou que a enfermaria do Hospital Municipal está com vários aparelhos de TVs danificados, além de ventiladores e outros equipamentos que comprometem o bem estar dos pacientes. Outra denuncia apontada pelo edil é o atraso no pagamento de funcionários e o pagamento parcial de médicos e prestadores de serviços.

Joãozinho do Foto (PSB) ressaltou que é inadmissível que os pacientes tenham que enfrentar filas nas madrugadas para marcar exames que só serão realizados de 15 a 30 dias após sua marcação.

Para o vereador Donizete Carolla (PSC), o que está piorando a qualidade dos serviços públicos prestados pela prefeitura municipal é o fato de nada ser feito de forma definitiva e apenas paliativa. Sobre o veículo de atendimento do Conselho Tutelar o parlamentar revelou que o atual veículo está sendo usado fora do horário de trabalho transportando pessoal para a FAFICH e que também tem sido dirigido por pessoa que não faz parte do quadro de pessoal do órgão.

O líder do prefeito na Câmara, vereador Cleiton Camilo (PMDB) revelou que já havia questionado o prefeito sobre o veículo parado na Assistência e que o mesmo informou que a documentação do veículo só foi regularizada pelo Detran esta semana. O parlamentar ressaltou que apesar de ser o líder do prefeito na Câmara não comunga com muitas coisas que estão sendo praticadas pela administração.

Os parlamentares critica-ram as reuniões que estão sendo realizadas com o prefeito semanalmente pelo fato de que relatam ao chefe do Executivo Municipal os problemas, pontuam onde estão acontecendo e segundo eles, nenhuma atitude por parte do gestor maior está sendo tomada, o que tem levado eles a se tornarem motivo de chacota.

Para os parlamentares não há outra saída a não ser a convocação do secretariado para sabatinas na Câmara, onde eles deverão prestar contas de suas gestões frente as pastas, já que as reivindicações são levadas ao prefeito e nada tem sido feito para corrigir os problemas na cidade.

Mas a pior e mais dura parte no uso da palavra ainda estava por vir e quando veio foi de forma dura e incisiva. No fechamento do uso da palavra, como regimentalmente acontece, o presidente da Casa, vereador Noroel Santos Buzain (PSC), o Norozinho, também fez uso da palavra e afirmou em alto e bom som que a prefeitura municipal tem recursos e dinheiro para tocar os projetos e o que está faltando é ousadia e planejamento para o prefeito e sua equipe.

Norozinho aproveitou o momento de que o atual Governo Municipal está a  uma semana de completar seu primeiro ano (12 de setembro) e fez uma retrospectiva sobre o primeiro ano de cada governo desde a administração Ronaldo Vieira dos Santos (falecido), “em seu primeiro ano, além de inúmeras pequenas, porém importantes coisas, construiu o Ginásio de Esportes, o Cemitério Jardim das Acácias e o 2º pavilhão do Colégio Estadual”, enfatizou. Já o prefeito Jairo Borges, segundo o vereador, foi responsável por asfaltar quase a metade da cidade. Dr. Airton Alla ele ressaltou que dispensava qualquer comentário, passando novamente por Jairo Borges que não repetiu o mesmo desempenho no segundo governo. Em seguida, foi a vez de Hermes Traldi que na avaliação de Norozinho “mudou a cara da cidade” com importantes obras ainda no primeiro ano de governo. Também avaliou que o prefeito Godofredo fez importantes obras e mais do que tudo manteve a cidade sempre bonita e com aspecto de limpeza impecável. Também falou do primeiro governo de Marcelo Coelho e concluiu afirmando que Reinaldo Cândido, ele próprio nos dias em que ficou à frente da prefeitura interinamente e o prefeito Fernando Vasconcelos não fizeram nada de obra relevante para melhorar a cidade e a vida das pessoas.

Segundo Norozinho (foto), “nós vereadores precisamos to-mar atitudes mais drásticas para mudar o cenário antes que acabe tudo”, inclusive, ressaltou que “só falta dinheiro porque não há planejamento e que se for criado uma gestão planejada a prefeitura consegue ao menos R$ 1 milhão mês para investimento em benfeito-rias para a comunidade”, concluiu.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior