Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Goiatuba -

PROSA, POLÍCIA E POLÍTICA

Com Marcos Pereira

MÃO ARMADA

Posto Alvorada, BR 153, tudo estava tranquilo, os caminhoneiros abasteciam, os clientes tomavam café, os ônibus de turismo paravam para o pessoal fazer um”xixi”. Até que 3 elementos em uma caminhonete L200 roubada, pararam, entraram e assaltaram o escritório do posto e tomaram rumo ignorado.

TÁ FALTANDO A “CARTA”

Tiago Teixeira do Amaral foi parado pela polícia, no cruzamento da Maranhão com a Rio Branco. Ele estava pilotando sua “bizona preta” NGX 6156. No momento da abordagem, foi-lhe perguntado: “ O senhor tem carta?” e a resposta veio: “acaso eu fiquei de lhe escrever”. Resultado, a motoca foi para o pátio do 29º BPM

ERA PRESSÃO!!

O 190 começou tocar com denúncia de que um homem, Ailton Daniel Borges Alves, estaria armado e disparando. Fato este no Setor Morada Nova. A PM foi até o local por duas vezes até que encontrou o autor. Este, portador de uma “arma de pressão” Beeman. A ocorrência foi registrada como “ Perturbação”.

TRAGÉDIA NATALINA

Donizeth Rosa e Estelismar de Souza Oliveira, estavam em uma Haobao 50 no Setor Morada Nova, pela Rua Abgail de Freitas, saindo para Av. Cloves do Vale, não parando no cruzamento acabaram sendo colhidos pelo Gol branco, GUT 5891, guiado por Luciano Radivic Gomes. O Choque foi fatal para os dois ocupantes da Haobao. Um morreu na hora, o outro, mesmo sendo levado para Goiânia, não resistiu e também faleceu. Nota zero para o IML do estado de Goiás. Na capital o serviço é péssimo e desumano, predicados estes, que podem ser estendidos ao que atende nossa cidade, vindo de Itumbiara. Além da demora, eles tem um sistema de plantão diferenciado e muitas vezes só atendem em horários estipulados, como se tivesse hora para morrer.

QUE ESTADO?.... DE EMBRIAGUEZ

Maria de Fátima Oliveira Alves, conduzia sua motoquinha Kasinski pela Av. Presidente Vargas, quando na rotatória, reduziu e acabou sendo “impactada” pelo Gol cinza KEY 9347 pilotado por Regival Gomes Andrelino, que acertou a traseira da moto. No local ele se recusou a fazer o teste do bafômetro. Porém, ele apresentava, sintomas de ingestão de bebida. Resultado, foi para a D.P.

AMOR E MUNIÇÃO, DROGA E CAMBURÃO

A PM foi até o Setor Primaveras para atender uma ocorrência de violência doméstica, onde a menor T.S.P. de 17 anos, teria sido agredida por Leonardo Martins da Costa de 29 anos que, além de agredi-la, segundo o B.O., também levou consigo seu filho de 11 meses. A vitima narrou ainda, que ele estaria armado. Foi localizado,e em sua residência foram encontradas munições calibre 38 e seis porções de maconha. A criança que dormia, foi entregue à sua avó materna.

TAVA DANDO UM “TAPINHA”

Uma da manhã, Vila Mutirão, a PM aborda um elemento em uma motoca Traxx JL 50. Seu nome é Bruno Eduardo Guimarães de Souza, na verificação os policiais descobriram que o jovem deveria estar cumprindo pena em regime semi aberto (albergue) e para arrematar o papo, ele ainda afirmou ter feito uso de maconha.

TAPAS E HOMOFOBIA

E foi assim: Antonieta Santos de 32 anos e Mônica Porfírio de Oliveira de 35 são amásias e estavam em um bar tomando uma cervejinha quando, segundo Monica, ela teria sido vítima de homofobia por parte de um certo Senhor de idade. Momento este, que sua companheira começou a dar uns empurrões no agressor que tomou rumo ignorado. Após o ocorrido, o filho deste senhor, teria ido até o bar e entrado em vias de fato(briga) com as moças e ainda deu uma garrafada em Mônica que foi levada ao Hospital Municipal, local onde foi lavrado o B.O. a PM tentou encontrar os autores, que evadiram, tomando rumo ignorado.

TAPAS, “BARRADAS”, “ZUNHADAS” E PALAVRÃO

A PM foi até o Setor Oeste, para atender uma ocorrência onde Jaqueline Martins Lopes de 27 anos e Oraci Rodrigues Dias Junior de 22 estavam se agredindo mutuamente, trocando tapas, “zunhadas”, gritos, socos e ainda, segundo o B.O. ele estaria agredindo a moça com um pedaço de barra de ferro. Na confusão os policiais acharam melhor deter os dois para evitar que se machucassem.

PARTE 2

A ocorrência da briga no Setor Oeste gerou outra. Desta vez de desacato. Acontece que Jaqueline Martins, ao ser abordada pelos PMs da guarnição que dava apoio ao ocorrido, começou a desacatar os policiais, utilizando de todos os “adjetivos” que lembrou na hora. Resultado, ela ainda foi enquadrada por desacato e seguiu algemada para a D.P.

MARTELA... MARTELA O MARTELETE

Alair Ferreira de Oliveira Araújo, estava passando pelo Setor Oeste e foi visto pela PM. Até ai, tudo bem. Acontece que ele era suspeito de ter furtado de Waldecí Gonçalves um martelete marca Walt, alguns dias atrás. Após uma conversa amistosa com os policiais, ele confessou ter vendido o objeto que foi localizado e devolvido para o dono.

MAIS UM ASSALTO

Já passavam das nove da noite quando as vítimas Sebastião Gomes Sobrinho e Walter Salvino Gomes estavam em casa no Setor Santa Paula. Meliantes armados, chamaram no portão, utilizando - se do ardil de comprar milho para que fossem atendidos, renderam as vitimas, jogando-as no chão e revirando a casa em busca de dinheiro. Após este ocorrido, os bandidos ainda foram até o comércio das vitimas e arrombaram o cofre, levando: uma pequena quantia em dinheiro, celulares e o carro Gol ONU 0749. As vítimas foram colocadas dentro do carro e abandonadas próximo a A.A.B.B., os assaltantes, tomaram rumo ignorado.

FICOU SEM A “CEGÊZONA”

E foi assim: Eduardo Souza Silva estacionou a sua CG 125 Honda, NWH 35 08, vermelha, entrou em sua residência e quando voltou.... Não mais estava lá.

“BURAQUIM PIQUININIM”

Presos tentaram fugir do presídio de Goiatuba, porém, foram impedidos pelos agentes que estavam de plantão e atentos às movimentações. Após a tentativa frustrada, os agentes fizeram uma busca na cela onde eles estavam “hospedados” e encontraram celulares e pedaços de segueta utilizados pelos presos. A Polícia irá investigar o caso.

POLITICANDO

E apesar dos pesares, o ano termina. E neste término, a agonia dos administradores, declarantes do Imposto de Renda, dos pagadores de Impostos de modo geral, daqueles que produzem e acabam descobrindo seu rico e suado dinheirinho indo para o bolso de algum malandro, corrupto ou apaniguado. Com todo respeito, encerramos este ano sem ter o que comemorar, a não ser a imensa crise moral e institucional que estamos passando. É lamentável termos que comemorar a recuperação de quase dois bilhões de Reais, onde o desvio, apenas da Petrobrás é de mais de 42 bilhões. Comemoramos um país onde o Supremo Tribunal Federal, age de forma estranha e esconde-se, teoricamente, atrás da lei para sugerir a prorrogação da desgraça moral que estamos passando. Senhores pais, ao menos tentem ensinar seus filhos a serem honestos. Para que no futuro , quem sabe, tenhamos a perspectiva de encontrarmos uma sociedade melhor, que produza cidadão melhores para o mundo e não apenas fiquem querendo um “mundo melhor para seus filhos”

Nossos abraços neste fim de ano, vão para os funcionários da Prefeitura, aqueles que apesar de todas as adversidades, se mantém dignos e trabalhando, prestando um bom serviço à comunidade, sem ficar reclamando o tempo todo. Porém, exigem, o que lhes é devido, trabalhando com seriedade e responsabilidade. E por fim, abraços a vocês, nossos leitores. Perdoem os nossos erros e se preparem para o ano que vem. Mãe, Pai, Esposa, Filhos, Família, Amigos. Não se esqueçam: “Deus é Fiel”.

Até Semana que vem... Marcos Pereira, é radialista, jornalista, palestrante, teólogo, especialista em ciências da religião, graduando em pedagogia e estudante de direito.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior