Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Goiatuba -

Saúde usa tecnologia no combate à dengue

A Secretaria Municipal de Saúde está inovando no combate e controle do mosquito Aedes Aegypti e começou a usar a tecnologia para localizar focos e locais que estão servindo para reprodução do mosquito, que além da dengue, transmite a febre chikungunya, com a coleta de dados através de registro de imagens (vídeo e foto), com drones.


Segundo o secretário Sa-buro Hayasaki, o Buró, o prefeito Fernando Vas-concelos autorizou a contra-tação de uma empresa especializada na operação destes aparelhos para fazer o levantamento das áreas com potencial de reprodução do mosquito. A empresa já começou a operação e é assustador o número de imóveis encontrados com caixa d’água sem tampa, quintais com lixo, entulho e até empresas com ferro velho que estão servindo para represar a água e criar ambiente do mosquito se reproduzir.

Esta é a primeira vez que uma cidade da região usa esse tipo de tecnologia para combater o mosquito. No caso de Goiatuba, o investimento se justifica, pois, o município está entre os com maior registro da doença no Estado, sobrecarregando todo o sistema de saúde.

Buró ressalta que as imagens estão sendo usadas pelos agentes para ampliar a objetividade das ações, como, orientação dos agentes que atuam  na fiscalização das áreas e no combate ao mosquito. Também servem para vistoriar imóveis fechados ou onde os donos não permitam a entrada do agente. Essas imagens também podem ser usadas como provas em possíveis pedidos judiciais de autorização para entrada em imóvel fechado ou que o dono impeça a ação da equipe de endemias.

Para Buró, ponto importante que deve ser destacado nesse momento em que a cidade vive uma crise provada pela dengue, é a atenção e o cuidado pessoal do prefeito Fernando Vasconcelos, que além de determinar que todas as secretarias trabalhem em conjunto, acompanha diariamente o desempenho das equipes. Buró conta que as equipes dos agentes de saúde, endemias e da Secretaria de Obras têm trabalhado de forma incessante para combater o avanço do mosquito e que a população está entendendo a gravidade do momento e também entrou na guerra.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior