Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Goiatuba -

Sem engajamento da população combate à dengue fica difícil

As autoridades de Saúde ligadas ao setor da Atenção Primária e do Núcleo de Vigilância em Saúde de Goiatuba estão preocupadas com a falta de engajamento da população no enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti, o que tem levado a uma proliferação quase que incontrolável do mosquito transmissor da Dengue, Chikungunya e Zika no município.

Os dados são preocupantes porque o município registrou em janeiro o maior número de casos de dengue em sua história, e não o bastante, os casos mais agudos da doença. Sendo inclusive necessário a transferência de diversos pacientes a outros centros para tratamento de alta complexidade com o objetivo de reverter o quadro grave ocasionado pela doença.

Segundo a secretária de Saúde, Patrícia Lemes de Lima, o poder público através de suas secretarias e autarquias (Saúde, Obras, Serviços Urbanos, Educação, entre outras) estão desenvolvendo diversas atividades tanto do ponto de vista educativo com orientações, como operacional promovendo a limpeza da cidade. No entanto, ressalta que a população insiste em guardar objetos que servem de criadouro facilitando a reprodução do mosquito.

Patrícia conta que esta semana, as equipes de Agentes de Combate as Endemias estão visitando áreas onde a Prefeitura Municipal promoveu a limpeza na semana passada e estão encontrando casas e quintais com lixos, objetos de todo tipo e caixas d’água repletos de larvas do mosquito, quebrando a corrente de enfrentamento que é feito para eliminar estes criadouros. “Sem a participação efetiva da população, será impossível vencermos o mosquito que tem um ciclo reprodutivo muito rápido e que cada vez mais está mais potente”, comentou.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior