Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Itumbiara -

É falsa a informação que Itumbiara vai decretar lockdown

Estão circulando em grupos de Whatsapp e no Facebook informações distorcidas sobre o resultado da reunião do prefeito Dione Araújo com o governador Ronaldo Caiado, membros dos Poderes e Tribunais do Estado e ainda gestores dos municípios goianos, para deliberar sobre as medidas de combate à Covid-19 em Itumbiara.

É falsa a informação que a Prefeitura vai decretar fechamento total do comércio, o chamado lockdown. Após a videoconferência, o prefeito Dione Araújo reuniu com membros do Comitê de Enfrentamento do Covid para deliberar sobre mudanças no decreto municipal. O que se discute é a possibilidade de aumento nas restrições, como redução do horário de funcionamento de bares, para evitar aglomerações e frear o ritmo de contágio.

Na estratificação feita pela Secretaria Estadual de Saúde, Itumbiara foi classificada em situação crítica. Isso significa redução na capacidade de atendimento em atividades de alto risco de contaminação como bares e instituições religiosas, ambos passam a ter permissão para ocupar 30% da capacidade. Já atividades de baixo risco, como salões de beleza, barbearias, shoppings e centros comerciais ficam com o limite de 50% de utilização. Eventos, transporte coletivo e outros setores terão restrições específicas.

Muitos pontos elencados na Nota Técnica da SES-GO já foram adotados em Itumbiara. Dione Araújo ouviu membros do comitê sobre a necessidade de adotar medidas para impedir que a cidade evolua para a fase de calamidade, que implicaria em fechamento total, à exceção de farmácias, supermercados e postos de combustível e ao mesmo tempo, trabalhar para retornar à fase amarela, com menor ritmo de contágio e maior flexibilidade.

O prefeito observou que o relatório do HCamp São Marcos aponta 100% de ocupação dos leitos de UTI. Itumbiara já tem 110 óbitos e quase 6 mil casos confirmados da doença. Por outro lado, a Secretaria Municipal de Saúde já vacinou 4,2 mil pessoas (1ª dose), sendo que quase duas mil já receberam a segunda dose.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior