Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Itumbiara -

Preso homem que praticava crimes rurais

Após 30 dias de investigação conjunta, Policiais Civis da 6ª DRP e 1º DP de Itumbiara chefiados pelo Delegado Regional Ricardo Chueire e Policiais Civis do Gepatri chefiados pelo Delegado Lucas Finholdt efetuaram a prisão de Roberto Ferreira dos Santos, vulgo “ROBERTÃO”, 47 anos de idade. Ele foi preso em flagrante delito, pelo crime de posse de arma de fogo em razão de ter sido surpreendido com um revólver marca Rossi, calibre 38 special, bem como quarenta munições de 4 calibre diferentes (calibres 20, 22, 32 e 38).

O investigado foi detido no início da noite de ontem na via pública do Jardim Primavera em Itumbiara, momento em que foi dado cumprimento a 3 (três) mandados de prisão pendentes em desfavor do investigado, um de roubo 2013 de Quirinópolis/GO, um de roubo de Morrinhos/GO de 2012 e uma execução penal de Ituiutaba/MG de 2013, pois  Roberto por fim fugiu da Cadeia Pública de Quirinópolis há mais de 01 ano e  retornou a Itumbiara, morando em uma casebre em uma propriedade rural na região rural de Itumbiara conhecida como Olhos d’Agua.

Roberto já possui inúmeras passagens policiais, segundo ele são mais de 20, especialmente por furtos e roubos qualificados (sempre rurais) nos Estados de Goiás e Minas Gerais, desde o ano de 1993, ocasião em que foi preso pela 1ª DP de Itumbiara; por sinal sempre atuando em crimes rurais, especificamente contra sedes de fazendas e chácaras e ranchos fazendo sempre um verdadeiro “limpa” por onde passava.
O investigado será indiciado pelo crime de posse de arma de fogo e munições, com pena de até 03 anos de reclusão, entretanto, possui  outras condenações pendentes;  só pelo roubo de Quirinópolis, foi condenado a quase 18 (dezoito) anos de reclusão e caso seja ligados em outros novos casos outras condenações podem surgir no futuro fazendo com que o detido fique muito mais tempo na cadeia.

O GEPATRI seguirá investigando a procedência das dezenas de objetos apreendidos junto a ele, por sinal, ainda durante a lavratura do procedimento na Delegacia, duas vítimas de furtos e roubos rurais já reconheceram objetos e Roberto como sendo autor dos delitos, por isso, a Polícia Civil pede que todos aqueles que foram vítimas de crimes contra sedes de fazendas, ranchos e  chácaras compareçam de forma voluntária na delegacia para proceder ao formal reconhecimento dos bens apreendidos, diligência que poderá possibilitar ligar Roberto a mais casos; em paralelo a esse chamado, o GEPATRI está verificando todos os casos dos últimos meses e fazendo contato com as vítimas.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior