Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Itumbiara -

Reeducandos são presos por violarem sistema de monitoramento

Reeducandos sendo conduzidos para o presídio em Sarandi

Na madrugada desta quarta-feira (25) ,por volta das 6h, a Polícia Civil, através da 6ª Delegacia Regional de Polícia com sede em Itumbiara e da  SEAP (Superintendência Executiva de Administração Penitenciária), através da 4ª Regional Sudeste com sede em Caldas Novas, deflagraram operação conjunta em Itumbiara.

A operação se destinou a cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão domiciliar em desfavor de reeducandos que cumprem pena nos regimes semiaberto e aberto e hoje estão monitorados com o emprego de tornozeleiras eletrônicas.

Nos últimos tempos a Polícia Civil começou a lidar com reeducados monitorados estavam a praticar crimes, principalmente assaltos e tráfico de drogas; ao mesmo tempo, a SEAP passou a constatar violação das áreas de inclusão (locais em que os mesmos são autorizados a ficar em dias e horários pré-estabelecidos) através da tentativa de supressão do sinal das tornozeleiras.

Possivelmente os reeducandos tem empregado papel alumínio laminado e alumínio de marmitex, usados para envolver o equipamento no tornozelo ou ainda aparelho portátil tipo jammer, estratagemas que visam iludir o monitoramento pela supressão temporária do sinal. 

O que os reeducandos não contavam é que a SEAP consegue constatar todas essas violações, de forma que a Vara de Execuções Penais de Itumbiara foi informada; assim, após parecer do Ministério Público o Judiciário promoveu a regressão do regime e expediu mandados de prisão em desfavor dos 15 reeducandos e os encaminhou a Delegacia Regional da Polícia Civil. Assim, a 6ª DRP, através do Delegado Regional Ricardo Chueire, representou ao Judiciário e obteve mandados de busca e apreensão direcionados a cada um dos indivíduos; para tal foi organizada grande operação policial.

Na operação, coube as equipes da Policia Civil, compostas de Delegados e Agentes, o cumprimento dos mandados de busca e apreensão e prisão com o devido apoio de 2 equipes do GT3 da Polícia Civil e 1 equipe do GORE (Grupo de Operações Regionais) da SEAP, chefiada pelo Diretor Regional Leopoldo de Castro Coelho e ainda com participação na ação do Diretor Fábio Alex Trindade da Silva, do presídio regional de Itumbiara e de servidores da central de monitoramento local.

Durante a ação policial todos os 15 reeducandos foram detidos simultaneamente em vários bairros de Itumbiara, sendo que curiosamente, um deles foi flagrado com um rolo de papel alumínio e pedaços de papel alumínio usados, material que jazia ao lado de sua cama.

Participaram da operação cumprindo buscas e prisões 60 Policiais Civis ( entre Delegados, Agentes e Escrivães) de delegacias e grupos da circunscrição da 6ª DRP,  como, 1º e 2º DPs, GENARC , GEPATRI e 6ª Unint  de Itumbiara, e das Delegacias de Polícia de Bom Jesus, Goiatuba, Joviânia, Pontalina, Morrinhos, Buriti Alegre e Caldas Novas; além de equipes do GT3, Grupo Tático da Polícia Civil que foi enviado em apoio diretamente da capital e 10 servidores da SEAP.

Terminada a ação, todos os 15 detidos foram submetidos a exame de corpo de delito e recolhidos ao presídio regional de Sarandi, em Itumbiara.

Reeducandos no momento em que eram presos pelos policiais

Equipes especializadas participaram da operação

Alguns dos policiais que reforçaram a operação de captura

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior