Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Panamá -

fórum terá primeiro júri


Dr.ª Lívia diretora do Fórum e Dr.ª Mônica com Desembargador Vitor Lenza durante inauguração

Fórum terá primeiro júri


A promotora de Justiça Mônica Fachinelli da Silva sustentou ontem (22/11) a acusação no julgamento, pelo Tribunal do Júri de Panamá, de Willams Araújo da Silva, que foi condenado a seis anos de reclusão pelo homicídio de sua companheira. O júri, que ocorreu após sete anos desde o último homicídio ocorrido na comarca de Panamá, teve início ontem às 8h30 e só terminou na madrugada desta quarta-feira, à 1h30. Durante o júri, presidido pela juíza Lívia Vaz da Silva, a promotora utilizou um projetor multimídia para promover os debates e réplica.

Conforme relatado pela acusação, o crime ocorreu na madrugada de 27 de março deste ano, por volta das 2h30, na Rua Antônio Caetano, Setor Bela Vista, em Panamá. O réu Willams Araújo, vulgo Paraíba, matou sua companheira, Roselita Pereira Gomes, com três golpes de faca na região das costas, próximo à nuca, e um golpe na região da axila esquerda, o que dificultou a defesa da vítima, causando-lhe lesões que resultaram em sua morte, conforme apresentado no laudo cadavérico. O crime teve motivo torpe, por vingança, já que a vítima não desejava mais conviver com o denunciado.

Durante o julgamento, foram ouvidas cinco testemunhas da acusação (entre elas, vizinhos da vítima que escutaram parte do fato), e cinco testemunhas da defesa (não presenciais, mas que sabiam que a vítima se embriagava e agredia fisicamente o acusado).

(Texto: Cristina Rosa / Assessoria de Comunicação Social do MP-GO)

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior