Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Piracanjuba -

Presa dupla acusada de homicídio

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Piracanjuba, sob a coordenação do Delegado Leylton Barros, cumpriu na manhã desta segunda-feira (09) os mandados de Prisão Temporária em desfavor de Gustavo Gomes Ferreira (21), e Ryan Kairo da Silva Fonseca (19) pela prática dos crimes de homicídio qualificado.

Na noite do dia 27/10/19, por volta das 19h, o jovem Matheus Martins Silva (20), foi assassinado com diversos disparos de arma de fogo, efetuados por dois indivíduos que conduziam uma motocicleta.

O crime causou muita comoção e revolta nos moradores da cidade, haja vista que o fato ocorreu às margens de um famoso lago da região central de Piracanjuba, muito frequentado por famílias, que inclusive se faziam presentes na hora do crime.

Ao tomar conhecimento dos fatos, os policiais civis se dirigiram até o local do crime, e iniciou-se as investigações visando apurar a autoria e as demais circunstâncias do crime.

Foi instaurado o inquérito policial e após quase um mês de investigações, concluiu-se que Gustavo Gomes e Ryan kayro foram os autores dos disparos.

A Polícia Civil representou pela prisão temporária de ambos, cuja captura foi realizada pela Polícia Militar de Piracanjuba e Bela Vista.

Segundo apurou-se a vítima Matheus Martins estaria envolvida em um outro homicídio, ocorrido horas antes, do mesmo dia, na praça central de Piracanjuba, cujos autores foram presos em flagrante.

Segundo o Delegado Leylton Barros, A morte de Matheus Martins seria então um ato de revide por ele supostamente estar envolvido no homicídio da praça central”.

Após a prisão, os criminosos foram interrogados e mantiveram-se em silêncio. Gustavo Gomes já possui passagens por homicidio, lesão corporal, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, entres outros. Ryan Cairo não possui antecedentes criminais.

Ambos se encontram recolhidos na Unidade Prisional de Piracanjuba, e se condenados poderão pegar até 30 anos de prisão. Com essas prisões o inquérito policial será finalizado e remetido ao Poder Judiciário. Fonte/foto: 19. DRP/Caldas Novas.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior