Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Vicentinópolis -

Branquinho tem administração aprovada


Branquinho ao lado do Dep. Álvaro Guimarães tem sua administração aprovada pela população

 

Branquinho tem administração aprovada


Em pesquisa encomendada pelo diretório municipal do Partido da Social Democracia Brasileira, PSDB, o prefeito Neilton Ferreira de Ôzeda, o Branquinho, obteve uma grande aprovação de seu governo que já dura cerca de 75 meses.

A pesquisa foi realizada pelo Instituto Goiano de Pesquisas e Opiniões – IGPO, e teve sua coleta de dados no último dia 2 de abril e procurou saber o desempenho da administração municipal, a aprovação do governo Marconi Perillo e a atuação dos vereadores vicentinópolinos, além da intenção de voto para as eleições de 2012.

O levantamento foi realizado em todos os setores da cidade e procurou saber qual era o sentimento que o eleitor (a) tinha em relação à administração municipal. Nesse quesito, Branquinho alcançou a aprovação de 30% como uma ótima administração, 30% de bom e 16% como uma administração regular. Já os que acharam a administração ruim ou péssima totalizaram 24%.

Já o governador Marconi Perillo (PSDB), que na eleição de 2010 obteve quase 56% dos votos no município, obteve uma aprovação ainda maior, alcançando 80% de confiança do eleitorado. Na pesquisa, foi perguntado se o tucano vai ajudar a cidade e a maioria opinou que sim. Também foi verificada junto ao eleitorado a aprovação dos vereadores, onde a pesquisa procurou saber qual o parlamentar que cumpre verdadeiramente o papel de legislador.

Segundo o presidente do diretório municipal do PSDB, vereador Anisvaldo Pereira da Silva, o Neguim, o monitoramento é uma prática habitual do partido, sendo que a cada 4 meses é feito um, o qual serve para aferir a aprovação da administração municipal, do legislativo e também do governo estadual.

Neguim ressalta que estes levantamentos também são utilizados para orientar o partido em suas tomadas de decisões.

Metodologia - Segundo o diretor do Instituto Goiano de Pesquisas e Opiniões, Dalas Vermann, a metodologia empregada pelo IGPO foi à tradicional, ouvindo os entrevistados aleatoriamente, de forma acidental, com perguntas diretas e objetivas. Sendo que para as perguntas de intenção de voto para prefeito foi feito nas modalidades espontânea e estimulada (apresentação do disco com os nomes de eventuais candidatos).

Vermann ressalta que foram ouvidos 225 eleitores e a metodologia manteve a proporcionalidade quanto ao sexo, grau de instrução, renda e faixa etária, sendo que os entrevistados tinham entre 16 e 66 anos.

 


Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior