Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
De Olho Aberto -

De Olho Aberto

Goiatuba

Sessões - Ordinárias da Câmara Municipal que aconteceriam na próxima semana foram canceladas pelo presidente da Casa, vereador Ailton Caetano Pereira. Nova data será marcada.

Pesquisas - De intenção de voto tornaram-se um verdadeiro filão para os institutos. É que os candidatos não confiam em sua performance e recorrem aos institutos para saberem como estão na disputa.

Pesquisas I - E assim, cada vez mais caras, as pesquisas vão garantindo a sobrevivência dos pequenos institutos. Até a próxima eleição.

Pesquisas II – Esta semana mesmo mais uma foi comercializada e publicada por um candidato, mal sabia ele que o Ministério Público havia impetrado ação contra o instituto sob a alegação de fraude em pesquisas.

Pesquisas IV – A estratégia até foi bem pensada, pena que o instituto é que não deu a credibilidade necessária para sustentação do resultado.

Pesquisas V – A pesquisa é uma ótima ferramenta, mas o candidato precisa ter a consciência de que ela pode tanto ajudar como atrapalhar.

Pesquisas VI – Veremos no que vai dar daqui pra frente e quando teremos outra pesquisa para acreditarmos ou duvidarmos.

Pesquisas VII – A verdade é que a pesquisa que vai dar o que falar é a que o cidadão participará dela de forma efetiva, sabe quando ela acontecerá? Dia 7 de outubro, ninguém vai poder questionar.

Alô MP! – Algumas reuniões entre “articuladores” pra não dizer compradores de votos estão acontecendo e esses “agentes eleitorais” tem confrontado suas listas para descartar possíveis “dobras”, onde eleitores aparecem em mais de uma lista.

Alô MP! I – Outras duas estratégias também foram traçadas pelos agentes eleitorais. A “caneta espiã” que filma e tudo mais para registrar o voto é uma delas. Se confirmar os boatos, teremos centenas delas dia 7 de outubro.

Alô MP! II – Outra estratégia que segundo relatam alguns boateiros eleitorais será a utilização do serviço de mensagem eletrônica, a chamada SMS ou mensagem de texto.

Alô MP! III – O boato é de que um dos agentes tem controle sobre uma empresa que presta este tipo de serviço e que a utilizará para informar hora que o eleitor será “buscado”, local e como votar. É a modernização! Para não dizer o fim da picada.

Alô MP! IV – A dica foi dada, os “agentes eleitorais” são velhos conhecidos do MP e agora é só colocar o serviço de inteligência para funcionar.

Lembrando – O eleitor que vende seu voto é tão maléfico quanto o candidato que compra. Outro detalhe, em caso de ser apanhado, também será punido pela ineficiente legislação brasileira.

Candidatos - São 103 candidatos a vereador. Destes, 13 ocuparão as cadeiras do legislativo goiatubense. E os outros? Se estiverem do lado vencedor certamente ocuparão cargos comissionados se não, terão que arranjar um serviço até as próximas eleições.

Candidatos I - Alguns candidatos assumem a candidatura sabendo que não tem chances de eleição, no entanto, esperam que seu prefeito vença e assim garantir um emprego.

Candidatos II - Outros entram pra valer na disputa e acreditando que o poder econômico decidirá a eleição. Aí vale vender carro, casa e tudo que tiver valor pra aplicar na campanha.

Candidatos III - É preciso ficar de olho nesses candidatos, afinal o salário de vereador não é lá essas coisas. E quem investe quer retorno, é a base do capitalismo. Então eleitor na hora de escolher seu candidato, lembre-se que voto não tem preço, tem consequências.

Escritura - Presidente do Clube Recreativo Goiatubense, Jovelino disse em entrevista a uma emissora da cidade que entregará a escritura definitiva do terreno onde se encontra edificado o Colégio Estadual de Goiatuba.

 

JOVIÂNIA

Desistência - A desistência do candidato pepessista deflagrou uma luta dos outros candidatos para conquistarem o apoio e os votos que seriam de Jean Carlo.

Desistência I - Alguns observadores da política local, acreditam no dedo do prefeito Romeu na desistência de Jean Carlo.

Desistência II - Outros acham que o candidato só confirmou o que já se suspeitava. Ou seja, Jean não teria estrutura financeira para suportar tal empreitada.

Desistência III - O fato é que Jean tomou chá de sumiço. Não convenceu eleitores e correligionários das suas razões e assim perdeu a chance de se tornar uma das tantas lideranças emergentes destas eleições.

Adeus - Joviânia fica mais triste essa semana. Morreu uma das primeiras professoras a atuar no município. Tia Joana, que ajudou a formar tanta gente, foi chamada pelo Criador nesta segunda-feira, dia 03. Aos familiares, nossos pêsames.

 

VICENTINÓPOLIS

Coisas da política - Alguns observadores políticos não acreditam que o prefeito Branquinho esteja tão empenhado assim na eleição da dupla Jair e Neguinho. Acham que Branquinho tem planos de voltar daqui a 4 anos.

Coisas da política I - Na avaliação desses observadores um eventual confronto com Zé do Neca, daqui a 4 anos, seria menos desgastante para Branquinho.

Coisas da política II - É que se Jair for eleito e fizer um bom governo, poderia ocupar o lugar de Branquinho junto ao eleitorado vicentinopolino.

Coisas da política III - A verdade é que a campanha, com ou sem Branquinho, está, literalmente, pegando fogo. Com queima de bandeiras adversárias e tudo mais.

 

PANAMÁ

Chegou – Após um incansável trabalho junto ao eleitorado da zona rural e de outras regiões, o prefeito e candidato a reeleição Divino Alexandre e seu vice Renê da Motta chegam para visitar os eleitores urbanos.

Chegou I – Divino que visitou 100% dos eleitores que não vivem na cidade, tem agora o desafio de em apenas um mês visitar todos que vivem na sede do município.

Chegou II – Segundo Divino vai visitar cada um dos eleitores e pedir o voto para concluir o seu projeto de tornar Panamá numa cidade em que todos têm prazer de viver nela.

Chegou III – Junto com essa etapa da campanha vem também a realização de caminhadas, carreatas e até comício.

 

ARREMATE

A redução do FPM, a prorrogação da isenção do IPI, do FUNDEB e o aumento do salário mínimo deverão ser os problemas a serem enfrentados pelos prefeitos eleitos em outubro. Isso sem contar o sucateamento da frota de carros, caminhões e máquinas, as reivindicações de aumento de salário e melhoria das vias públicas. Em Goiatuba, além desses problemas que são pontuais em quase todas as cidades do Brasil, somam-se os problemas de estacionamento nas principais ruas da cidade e nas imediações dos bancos e prefeitura.

 

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior