Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
De Olho Aberto -

De Olho Aberto

Goiatuba


Expoagro I
Após diversas reuniões e idas e vindas, chegou-se à conclusão de que mesmo na modalidade terceirizada, o município não tem recursos financeiros para realizar a festa de 2015.

Expoagro II
É que na modalidade o município ainda teria que desembolsar cerca de R$ 300 mil para garantir alguns dias de bilheteria aberta ao público, pouco, perto dos R$ 2 milhões gastos em 2013.

Expoagro III
O prefeito Fernando Vasconcelos se reuniu com secretários, algumas lideranças políticas e a maioria foi contra a realização do evento face as dificuldades financeiras que assola todos os setores da administração municipal.

Expoagro IV
Na avaliação da maioria, não justifica fazer festa com dificuldades para quitar a folha de pagamento dos servidores, manter os serviços de limpeza e de saúde. Principalmente diante do agravamento da crise econômica do país.

Expoagro V
Segundo uma fonte que a Coluna procurou ouvir, apesar de dolorosa e desgastante, o prefeito tomou a decisão certa. “Quando um pai de família chegar no Hospital Municipal com o filho doente e o médico não atender por falta de recebimento dos salários, esse pai vai afirmar, dinheiro para pagar médico não tem, mas para fazer festa sim”, comentou.

Legislativo I
Maio foi o período mais produtivo dessa atual legislatura. Dezenas de projetos foram apreciados e aprovados, sem que em diversos deles houveram a inclusão de emendas modificativas.

Legislativo II
Entre os projetos aprovados está o Projeto de Lei 2.440/2015 que alterou o nome da Escola Municipal Maria de Lourdes Estivalet Teixeira para Professora Leila Carneiro, que terá sua instalação e funcionamento no antigo prédio da Escola Municipal Pio XII.

Legislativo III
Os parlamentares também aprovaram o Projeto de Lei 2.439/2015, o qual cria o Conselho Tutelar como órgão integrante da Administração Municipal, composto por 5 membros, escolhidos pela população com mandatos de 4 anos de duração, permitida uma única recondução.

Legislativo IV
Essa aprovação corrigiu alguns itens da Lei 1.885/01, de 19 de abril de 2001 que estavam em desacordo com a legislação atual. O conselheiro tutelar não pode exercer outra função e sua remuneração é de 3 salários mínimos.

Buriti Alegre

Em Brasília I
O prefeito Marco Aurélio Naves (DEM) esteve esta semana na capital federal, onde participou da Marcha em Defesa dos Municípios, na qual os gestores lutam por um novo pacto federativo.

Em Brasília II
Marco Aurélio aproveitou para conversar com agentes do BNDES para conhecer as novas linhas de crédito oferecida aos municípios e se há algum programa interessante para Buriti Alegre.

Em Brasília III
O Chefe do Executivo Municipal aproveitou também para encontrar com seus deputados e senadores em busca de emendas parlamentares para o município e a liberação de recursos das já aprovadas.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior