Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Agronegócios -

Estudantes americanos participam de circuito pecuário para sistema de produção brasileiro

A visita teve o objetivo de conferir in loco o que é o Brasil possui de melhor e eficiente em termos de produção de carne, além de genética, nutrição e sistemas intensivos e extensivos na pecuária de corte.

Foi com este propósito que a Cargill Alimentos - Nutron recepcionou e acompanhou nesse mês um grupo formado por 12 estudantes e dois professores da Universidade de Zootecnia e Veterinária de Iowa, dos Estados Unidos, para um Road Pecuário em propriedades e empresas instaladas no Estado de Goiás.

Os médicos veterinários Pedro Veiga Paulino, gerente global de tecnologia de bovinos de corte da Nutron, e Leonardo Cardoso Fernandes, coordenador técnico comercial da Nutron, foram os anfitriões deste trabalho a campo nos quatro dias de visitas com o grupo de 11 universitários norte-americanos e dois professores especialistas em gado de corte e em equinos pela Universidade de Iowa State Animal Science Department.

O circuito foi iniciado com visita a dois clientes da Cargill Alimentos-Nutron: Agropontieri (Goiatuba/GO), que apresentou seu trabalho de seleção e melhoramento genético de touros de produção a pasto Nelore com o Certificado Especial de Identificação e Produção (CEIP) e a Agropecuária Paraíso (Vicentinópolis/GO), que demonstrou como funciona seu sistema de gerenciamento da propriedade e o uso da integração lavoura e pecuária associada à engorda e terminação de gado em confinamento.

Para Pedro Veiga Paulino, a iniciativa foi muito proveitosa e todas as expectativas do grupo foram superadas, tendo em vista que a maioria não tinha ideia de como funcionava a pecuária de corte brasileira e viu de perto o uso de muitas tecnologias que potencializam a produção e os resultados da atividade pecuária.

“Os estudantes comprovaram que o Brasil, apesar da diversidade de regiões, tem suas tecnologias ajustadas ao seu tipo de necessidade e com um potencial promissor para evoluir ainda mais”, explica Paulino. Ele adianta que esta iniciativa foi considerada bem sucedida e, por isso, deverá se repetir no próximo ano com a participação de um novo grupo de universitários para o intercâmbio.

“Foi muito importante visitarem nossas fazendas e constatarem o que os produtores estão usando de melhor e o que existe de mais moderno na produção de carne de qualidade, comprovando, assim, o lado positivo da pecuária brasileira”, endossa Paulino.

O professor titular da Iowa State Animal Science Department, Brad Richard Skaar, especialista em gado de corte, revelou que ficou impressionado com as tecnologias inovadoras que estão sendo utilizadas nas propriedades brasileiras. Ele elogiou ainda os avanços e melhorias observadas nos sistemas de produção como um todo e, principalmente, sobre o sistema de integração lavoura-pecuária perfeitamente ajustável ao clima tropical do Brasil ao contrário dos Estados Unidos que possui clima mais frio na maior parte do ano e por isso são mais dependentes de sistemas intensivos em confinamentos para a engorda do gado.

“Queríamos aprender mais sobre produção e seleção na pecuária de corte e na equinocultura. Concluímos que não havia País melhor para este propósito, como o Brasil, por isso resolvemos conhecer de perto as experiências deste grande competidor de como tem produzido carne com qualidade e eficiência e aprimoramento em seus sistemas de manejo”, concluiu Skaar.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior