Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Agronegócios -

FAEG e ANDAV pedem reforço no combate aos crimes rurais

Esta semana a Fede-ração da Agricultura do Estado de Goiás (FAEG) e Associação Nacional dos Distribuidores de Defensivos Agrícolas e Veterinários, Secção Goiás (ANDAV/GO), se reuniram com integrantes da segurança pública na tentativa de ampliar o combate ao crime organizado que tem levado terror a empresários e produtores rurais por todo o estado, em especial, as regiões Sul e Sudoeste, grandes produtoras de grãos e conhecidas como cinturão verde de Goiás.

A preocupação das duas entidades que reúnem dezenas de distribuidores de produtos agrícolas e milhares de produtores rurais tem um motivo relevante. É que nos últimos anos o índice de furtos e roubos aumentaram substancialmente, e, cada vez mais as quadrilhas que agem no Estado mostram sofisticação, ousadia e periculosidade, inclusive com ações truculentas e com grau de violência que atingem as pessoas física e psicologicamente, além das perdas econômicas.

Os criminosos criaram bandos que se especializaram e uns têm preferência por camionetes, outras por máquinas e implementos, algumas por insumos e defensivos e já existem algumas que levam gado e grãos.

O advogado da FAEG e o executivo da ANDAV/GO, acompanhados de alguns associados das entidades estiveram reunidos com o delegado Glaydson Divino Costa de Carvalho, responsável pelo Grupo de Combate aos Crimes Rurais e de Divisa em Goiás, em seguida com o Delegado Deusny Silva Filho, Delegado Geral Adjunto da Polícia Civil e o delegado Ricardo Torres Chueire, da 6ª Delegacia Regional de Itumbiara, onde apresentaram o atual quadro da segurança destes segmentos econômicos e suas preocupações com a atuação destes bandos em toda região.

Segundo os dirigentes da FAEG e ANDAV/GO, a preocupação maior no momento é porque o plantio da safra 2015/2016 já começou e a movimentação de máquinas, insumos e defensivos se avoluma, o que pode ser um atrativo para os marginais, que veem neste momento uma oportunidade para a prática do crime, colocando em risco o patrimônio e vida de empresários, produtores e seus respectivos colaboradores.

Em todas as reuniões, os respectivos delegados relataram como estão enfrentando o crime organizado em todo o Estado e ressaltaram que a região terá uma atenção dos grupos especializados para ampliar a investigação contra as quadrilhas que queiram atuar na região em virtude do momento do plantio da nova safra.

Os delegados também ressaltaram ser de fundamental importância a atuação da Patrulha Rural da Polícia Militar nessas regiões, já que é ela a responsável pelo patrulhamento ostensivo e preventivo, e sugeriram que empresários e produtores se reúnam com o comando regional da PM para estudar algumas alternativas afim de que o patrulhamento possa ganhar mais ostensividade e coordenação garantindo maior cobertura nas áreas neste momento.

Segundo o delegado Geral Adjunto, Deusny Filho, a Polícia Civil estará atuando de forma implacável para prender as quadrilhas que estão atuando na região, assim como fez com a quadrilha que era especializada em defensivos agrícolas e recentemente na prisão das quadrilhas especializadas em roubar gado.

Dr. Ricardo Chueire solicitou ao representante da FAEG e ANDAV/GO que caso haja crimes contra empresas ou produtores na região, que sejam reportados imediatamente a ele. Assim, as equipes que estão em campo possam trabalhar de forma mais rápida e a chance de lograr êxito amplia nesses casos.

Os dirigentes da FAEG e ANDAV/GO, juntamente com seus associados revelaram que já estão mantendo contato com a Polícia Militar para estudarem mais esta parceira no combate ao crime. O vereador Flaviano Alves acompanhou o grupo.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior