Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Artigo -

Goiás Interior, a verdade em primeiro lugar

Goiás Interior, a verdade em primeiro lugar


Adeídes Rodrigues Pereira
Desde que o jornal Goiás Interior foi fundado, há pouco mais de quatro anos, têm se mantido fiel à sua Missão, Visão, Princípios e Valores, que podem ser conferidos na íntegra em nosso site, ou no link (https://www.goiasinterior.com.br/historia.html). Manter tudo isso tem custado inúmeros sacrifícios, renúncia, cortes na “própria carne” e até uma incessante onde a tentativa de intimidar, fragilizar, desmotivar e até desmoralizar o veículo que apesar de jovem já se firmou como o principal veículo de comunicação da região nas versões impresso e digital.

Parece inacreditável, mas nesse período, Goiatuba que vive seu pior momento político teve quatro prefeitos (Marcelo Coelho, Saburo Hayasaki “Buró”, Reinaldo Cândido e Noroel Buzain) e inaugura hoje o mandato de seu quinto gestor. Independente de quem esteve no comando do leme do Poder Executivo da “Princesinha do Sul”, a postura editorial do jornal Goiás Interior foi sempre à mesma e pode ser confirmada pelo leitor através do nosso acervo digital, onde temos todas as edições já publicadas (https://www.goiasinterior.com.br/edicoes.html).

Recentemente, algumas pessoas que não concordaram com notícias publicadas pelo jornal levantaram-se ferozmente patrocinando uma campanha agressiva e intimidativa na tentativa de calar o principal jornal de Goiatuba e de toda Região Sul. Usaram a máquina estatal de todas as formas, usaram outros veículos de comunicação, usaram o poder político, econômico e chegaram ao absurdo de chamar-nos de mentirosos, de vergonhosos.

Lamentavelmente, mentiram eles descaradamente. Após o vexame em rede nacional com o episódio compra de votos, veiculado nos principais veículos de comunicação do país e punidos pela Justiça Eleitora de Goiás, foram a uma das emissoras da cidade e numa tentativa desesperadora tentaram colocar a cidade contra o jornal. Pra azar deles, graças à postura equilibrada e sem entrar no jogo partidário que tomou conta da cidade, o jornal Goiás Interior conquistou credibilidade até mesmo junto aos membros dessa facção.

Conforme noticiamos, o juiz eleitoral cassou alguns mandatos... em seguida, publicamos que o Tribunal Regional Eleitoral confirmou essa decisão... noticiamos que em 20 a 40 dias o TRE marcaria nova eleição... publicamos que a eleição aconteceria dia 1º de setembro... publicamos que os votos recebido por uma das candidaturas não seriam contabilizados (ainda sob judice)... noticiamos a criação da CPI para averiguar possíveis irregularidades na administração pública... e publicamos tantas outras matérias e opiniões em nossas edições impressas e eletrônicas, inclusive opiniões sobre as matérias publicadas em nosso site, através da participação do leitor.

Depois desta pequena exposição, faço as seguintes perguntas: Onde o jornal Goiás Interior mentiu? Qual dessas notícias é inverídica? Quem produziu essas manchetes foi o jornal ou seus autores/atores envolvidos? Teria o jornal induzido alguns deles a se envolverem nessa lambança?

Infelizmente vejo pouca chance de alguém conseguir responder as perguntas que fiz. Todavia, se alguém verdadeiramente pretende ajudar Goiatuba a se reerguer das cinzas, recuperar seu título de “Princesinha do Sul”, bem como contribuir com o desenvolvimento desta região onde temos a honra de circularmos, conte conosco.

 


Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior