Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Artigo -

O terror dos desejos

O terror dos desejos

(Daniel Braga)

       Ao que tudo indica, comer um tijolo diariamente faz mal á saúde. Mais que dois maços de cigarro. No entanto, nunca encontrei médico que combatesse este pernicioso hábito. Falam do perigo do torresmo, das picanhas engorduradas, das frituras, do açúcar, da vida sedentária, da cerveja... Mas sobre o perigo da ingestão de tijolos o silêncio é total. Claro. Não é preciso. Ninguém deseja comer tijolos. A proibição aparece somente no lugar onde mora o desejo. Os bombeiros só são chamados quando existe incêndio. Está proibido cobiçar a mulher (e marido) do (a) próximo (a). Porque se cobiça é óbvio. E também está comandado honrar pai e mãe, porque imagino, até os escritores sagrados sabiam sobre Èdipo, a sinistra mistura de ódio e desejos proibidos que estão misturados nas relações entre pais e filhos. E se está proibido matar e roubar é porque estes desejos estão bem vivos dentro da gente. A proibição revela sempre a presença do seu oposto, no lado do avesso, o escondido.

         Não se pode colocar um desejo no coração de ninguém (a não ser Deus). O que se pode fazer é abrir a porta para os que já existem, trancados e silenciados, apareçam na sala das visitas onde os convivas, na companhia grave de clérigos e princípios de moral, falam sobre as coisas com as quais todos concordam e que não fazem ninguém enrubescer. O diabo não joga porcaria dentro da fonte. Ele só mexe no lodo que repousava no fundo da água limpa. E aí começam a surgir sapos, cobras e até mesmo escorpiões.

           Pois é só isto que o diabo faz: acorda os desejos que já moravam em nós... Sutil. Sutilíssimo.  (Genesis 3:1) diz: “Que a serpente era a mais sutil de todas as criaturas que Deus havia colocado no jardim. Escorrega com fala mansa até o lugar onde moram os desejos”. Cheguei a pensar que ela foi o primeiro psicanalista, pois ambos estão a procura da mesma coisa: os desejos esquecidos.

         È aí que começa a segunda parte de sua tarefa. Primeiro soltou os desejos. Depois, como sutil testador, nos coloca a questão: “ você sabe que não é possível ficar com todos. É preciso escolher. Se você tivesse  que rejeitar todos menos um, qual seria o escolhido? Onde está o seu coração? Qual é a sua verdade?”.

       Então chegamos a esta estranha conclusão: Adão e Eva só pecaram porque já existia dentro deles o desejo de pecar. Satanás não os forçou a pecarem, simplesmente mexeu no lago onde estavam os desejos escondidos e submersos.

         Quais os desejos que estão escondidos dentro do seu coração? Desejos bons? Desejos Ruins? Em Salmos 139 o salmista diz: “Sonda-me, ó Deus, conhece o meu coração Prova-me os pensamentos. Vê se há em mim algum caminho mal. E guia-me pelo caminho eterno”.  Ele quis dizer: Senhor investiga os meus desejos ocultos para que eu não peque contra ti!

Que essa seja a nossa oração. Que o Senhor possa fazer uma limpeza  em nosso lago e que toda sorte de maldade e desejos ruins, sejam varridos para sempre. Para que possamos servi-lo com alegria e gozo na alma. Sem máscaras, sem rótulos e sem “cosm”éticos. Deus abençoe a todos.

 Daniel Braga é Líder de Mocidade na Assembléia de Deus Missão, em Goiatuba, Teólogo e estudante de Psicologia.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior