Goiás Interior - A notícia como ela é !
×
Política -

PMDB sai na frente, Fernando candidato


Fernando M., Ailton Caetano e Saulo Severo durante entrevista na Mega FM.

PMDB sai na frente, Fernando candidato


Após seis meses de muitas reuniões, negociações e disse que me disse, o PMDB goiatubense colocou fim ao processo interno de escolha de seu candidato para disputar as eleições de 2012, na qual será escolhido quem vai suceder o prefeito Marcelo Coelho.

O partido que começou o segundo semestre com três pré-candidatos (Lair Mendonça, Ailton Caetano e Fernando Vasconcelos), ganhou mais uma na reta final de filiações (Marinaldo Fiel), passou os últimos meses se “depurando” para enfim anunciar na manhã da última quarta-feira o nome do seu representante. O anuncio coube ao próprio presidente da sigla, vereador e presidente da Câmara Municipal Ailton Caetano Pereira.

Ailton concedeu entrevista ao vivo e simultaneamente para o Programa Legal, na MEGA FM e ao jornal Goiás Interior e Interior TV.

Na entrevista que durou quase duas horas Ailton revelou os fatores que o levaram a desistir do seu sonho, “vi que minha hora ainda não chegou, as pesquisas que encomendamos mostraram que o Fernando Vasconcelos encontra-se em melhores condições para a disputa do que eu, ele tem quase 16 anos na vida púbica, nada que o desabone em sua passagem pelo Legislativo e está fazendo um grande trabalho na Secretaria de Obras”, revelou. Assista entrevista na íntegra no www.interiortv.com.br https://www.interiortv.com.br

 


Fernando Vasconcelos, pré-candidato pelo PMDB

Fernando ganha tempo

 O processo de escolha do candidato peemedebista foi longo, mas longe de ser traumático ou de criar divisões do partido que atualmente tem pelo menos três grupos bem definidos. No percurso Lair Mendonça preferiu deixar a sigla e criar seu próprio espaço no PPL. Ficando a disputa concentrada em Ailton Caetano e Fernando Vasconcelos que se respeitaram muito e em nenhum momento deixou os problemas internos e suas divergências de pensamento ganhar as ruas.

O prefeito Marcelo Coelho havia prometido que em fevereiro o partido anunciaria sua decisão sobre quem seria o candidato, mas o prefeito e os pré-candidatos conseguiram surpreender a todos, já que este anúncio era aguardado por todos, inclusive pela oposição ao PMDB para depois do carnaval.

Com o anuncio sendo feito no primeiro dia do mês de fevereiro, o prefeito não só surpreendeu a oposição como também dá ao escolhido boa vantagem, já que os partidos oposicionistas têm entre 8 e 10 nomes como pré-candidatos. Ou seja, o processo de “depuração” pelo qual passou o PMDB ainda terá que ser realizado por lá e são muitas as “arestas” e dificuldades de relacionamentos a serem “engolidas” por eles.

Sem nenhuma dúvida a tática adotada pelo PMDB vai esquentar o clima e as disputas internas dentro dos partidos que atualmente se declaram como opositores. Enquanto isso, Fernando Vasconcelos ganha espaço e tempo para junto com seus aliados e lideranças dos partidos que fazem parte da aliança que elegeu o prefeito Marcelo Coelho construir a aliança necessária para pavimentar seu caminho rumo ao Palácio Dr. Joaquim Rozendo Pinto Filho.

A frente ganha por Fernando Vasconcelos em relação a seus oponentes vai permiti-lo a resgatar alguns companheiros que de certo modo estão insatisfeitos com o Governo Municipal, seja por não serem aproveitados ou por outros motivos qualquer. Além de tudo isto, também abre o caminho para buscar a composição que vai indicar o candidato vice.

É importante ressaltar que a habilidade para compor na reta final garantiu ao PMDB as duas vitórias do prefeito Marcelo Coelho (2005 e 2008), quando buscou uma sigla forte e tradicionalmente oposicionista ao partido que foi o PP.

Agora, é aguardar as próximas mexidas no tabuleiro, especialmente por parte dos partidos oposicionistas para sabermos no que vai dar. Alguns apostam que as vaidades pessoais podem atrapalhar o processo e inibir a união.

Edições Anteriores
Acesse as edições anteriores do Goiás Interior